Bispos
Dom José Gislon

Nasceu no dia 23 de fevereiro de 1957, no município de Dona Emma, SC. É o terceiro dos nove filhos de Vicente Gislon e Jurema Gislon.

 

Frequentou o serviço militar, de maio de 1976 a abril de 1977, no quartel da Polícia do Exército de Brasília.

 

Ingressou no Seminário Santa Maria, dos freis Capuchinhos, em Engenheiro Gutierrez, Irati, PR em 1978, onde cursou o 2º grau e postulantado.

 

Ingressou no noviciado em 24 de janeiro de 1981, no Convento Na. Sra. das Mercês, e emitiu os primeiros votos no dia 24 de janeiro de 1982.

 

Frequentou o curso de filosofia em 1982 e 1983, no Instituto de Filosofia dos Freis capuchinhos, em Ponta Grossa-PR. Concluiu a teologia no Instituto Teológico Paulo VI, em Londrina, PR. Emitiu os votos perpétuos em 24 de novembro de 1987, em Ponta Grossa.

 

Ordenado diácono em 24 de novembro de 1987, em Ponta Grossa. Foi ordenado sacerdote em 28 de maio de 1988, em Uraí, PR.

 

Fez o Curso de História da Igreja – Mestrado, na Universidade Gregoriana de Roma, de outubro de 1992 a janeiro de 1996.

 

 

Atividades exercidas

 

Diretor do Seminário Na. Sra. Assunção, coordenador da PV regional, Vigário paroquial, Uraí, PR; Guardião, ecônomo e mestre de aspirantes, no Convento Santo Antônio, em Almirante Tamandaré, PR; professor de História da Igreja no Studium Teológico de Curitiba, PR e no CINTEC (Centro Interdiocesano de Teologia de Cascavel, PR); Definidor Provincial, Ecônomo Provincial e local, secretário de economia, administração e serviço fraterno; Guardião e Ecônomo da Fraternidade Na. Sra. das Mercês em Curitiba, PR; Ministro Provincial da Província São Lourenço de Brindes, do Paraná,  Santa Catarina e Paraguai; Definidor Geral da Ordem; como Definidor Geral foi presidente da Comissão Internacional de Solidariedade Econômica da Ordem.

 

Nomeado Bispo da Diocese de Erexim, RS pelo Santo Padre o Papa Bento XVI, no dia 06 de junho de 2012.

 

Ordenação Episcopal, dia 03 de agosto de 2012, na igreja Na. Sra. das Mercês em Curitiba, PR.

 

Início de seu ministério episcopal na Diocese de Erexim, dia 19 de agosto de 2012, na Catedral São José, em Erechim, RS.

 

No dia 26 de junho de 2019 é nomeado pelo Santo Padre Papa Francisco como Bispo da Diocese de Caxias do Sul

Dom Alessandro Carmelo Ruffinoni

Missionário Scalabriniano, nasceu aos 26 de agosto de 1943, em Piazza Brembana (Bergamo), Itália. Filho de Giovanni Ruffinoni e de Maria Arrigoni. Fez seus estudos na Itália, onde se tornou religioso scalabriniano aos 02 de outubro de 1961 em Crespano del Grappa. Recebeu a ordenação sacerdotal no dia 08 de março de 1970, em Bassano del Grappa. Veio para o Brasil em novembro de 1970.

Trabalhou como formador nos seminários de Casca-RS, de 1971 a 1978 e Guaporé-RS de 1979 a 1981. Assumiu o trabalho com os migrantes em 1982, na igreja da Pompéia, em Porto Alegre. Em 1984 voltou à formação como animador vocacional, em Guaporé-RS, até 1987. No ano de 1988 partiu para o Paraguai para uma nova experiência missionária, em Ciudad Del Este, onde atuou como formador e diretor do "Centro Missionário P. Luigi Valtulini". Neste período foi por duas vezes vigário geral da Diocese de Ciudad del Este, em 1992 e em 1998. Em 1999 voltou para o Brasil como superior provincial da província São Pedro, residindo em Porto Alegre até o ano de 2004. Em 2005 foi destinado para Asunción, no Paraguai, onde trabalhou na Arquidiocese como coordenador da Pastoral dos Migrantes, até a nomeação de bispo.

Em 18 de janeiro de 2006 foi nomeado pelo Papa Bento XVI, como Bispo Auxiliar de Porto Alegre Foi ordenado, aos 17 de maio de 2006, na Catedral Metropolitana de Porto Alegre; foi o bispo ordenante Dom Dadeus Grings e co-ordenantes: Dom Aloísio Sinésio Bohn e Dom Redovino Rizzardo.

Como Bispo Auxiliar de Porto Alegre, recebeu o cargo de vigário episcopal do Vicariato de Gravataí, no dia 02 de abril de 2006. No regional Sul-3 da CNBB foi responsável pelas Pastorais Sociais e bispo referencial da Pastoral dos Migrantes, de 2007 a 2011.

Desde maio de 2007 a maio de 2011 foi o bispo responsável a nível nacional na CNBB pela Pastoral dos Brasileiros no Exterior.

Em 16 de junho de 2010 o Papa Bento XVI nomeou-o bispo coadjutor da Diocese de Caxias do Sul.

Tornou-se Bispo Diocesano de Caxias do Sul no dia 07 de julho de 2011.

Seu lema: "Na Igreja ninguém é extrangeiro".

Dom Paulo Moretto (Bispo Emérito)

Nasceu em Caxias do Sul no dia 25 de maio de 1936, filho de Isidoro Domingos Moretto e de Paulina Soldatelli Moretto, filho primogênito de uma família de oito irmãos. Fez seus estudos primários na Escola Henrique Emílio Mayer. Em 1947, aos onze anos, ingressou no Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Caxias do Sul, onde permaneceu até 1953. Posteriormente foi para o Rio de Janeiro, onde ficou até o mês de setembro lecionando no seminário Nossa Senhora do Amor Divino em Petrópolis, até que começasse o ano letivo no Colégio Pio Brasileiro em Roma.

Licenciou-se em Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, e em 2 de julho de 1961 foi ordenado presbítero, por Dom Faustino Tissot, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Roma-It.

De volta ao Brasil, Dom Paulo Moretto, agora Sacerdote, atuou na Paróquia Sagrada Família em Caxias do Sul, logo após, iniciou seu ministério presbiteral como coadjutor na paróquia de São Francisco de Paula, em 1962. Em 1963 foi assistente do Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Caxias do Sul, e de 1964 a 1965 reitor do mesmo seminário. De 1966 a 1972 foi professor de Filosofia e Teologia no Seminário Maior em Viamão. Entre 1967 e 1968 foi assistente dos seminaristas maiores das Dioceses de Caxias do Sul e de Frederico Westphalen. Em 1969 foi vice-reitor e reitor do seminário de 1970 até sua nomeação episcopal em 1972. Em 16 de novembro de 1972, Dom Paulo Moretto foi eleito, pelo Papa Paulo VI, o primeiro bispo da Diocese de Cruz Alta, tendo sido ordenado por Dom Umberto Mozzoni, naquela cidade, aos 28 de janeiro de 1973, oportunidade que escolheu como lema de sua vida episcopal "Tudo é Graça".

Três anos depois, em 21 de janeiro de 1976, Dom Paulo foi transferido para a Diocese de Caxias do Sul, como bispo coadjutor com direito à sucessão, tomando posse em 19 de março de 1976. E, em 26 de maio de 1983, durante a Romaria de Nossa Senhora de Caravággio, padroeira da Diocese de Caxias do Sul, Dom Paulo Moretto tornou-se o 3º Bispo Diocesano de Caxias do Sul, função que exerceu durante 28 anos. Foi Presidente da CNBB Regional Sul III por duas gestões, e vice-presidente por uma gestão.

Tornou-se emérito em 07 de julho 2011.