Histórico

A Diocese de Caxias foi criada a 08 de setembro de 1934, pela Bula Quae Spirituali Christifidelium do Papa Pio XI, desmembrada da Arquidiocese de Porto Alegre. A 10 de novembro de 1966, por Decreto da Sagrada Congregação Consistorial, passou a denominar-se Diocese de Caxias Do Sul.

Em 15 de agosto de 1959, o território do município de Muçum e do distrito de Santa Lúcia do Piai, foram anexados à Diocese de Caxias do Sul. No dia 1º de fevereiro de 1971 todo o território do município de São Francisco de Paula passou a pertencer à Diocese de Caxias do Sul. Em 12 de dezembro de 1997 o município de Muçum passou a integrar a Diocese de Santa Cruz do Sul.

Com a criação da Diocese de Osório, em 10 de novembro de 1999, os municípios de Torres, Arroio do Sal, Dom Pedro de Alcântara, Mampituba, Morrinhos do Sul, Três Cachoeiras e Três Forquilhas passaram a fazer parte da nova Diocese.

Situação Geográfica

A diocese é constituída pelos seguintes municípios: Antônio Prado, Bento Gonçalves, Boa Vista do Sul, Cambará do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Cotiporã, Fagundes Varela, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Guabiju, Jaquirana, Monte Belo do Sul, Nova Araçá, Nova Bassano, Nova Pádua, Nova Prata, Nova Roma do Sul, Paraí, Protásio Alves, São Francisco de Paula, São Jorge, São Marcos, Veranópolis, Vila Flores e Vista Alegre do Prata, São Valentim do Sul e Imigrante.

A diocese está situada a leste setentrional do estado do Rio Grande do Sul. Limites: Arquidiocese de Porto Alegre (RS) e Diocese de Passo Fundo (RS), Vacaria (RS), Criciúma (SC), Osório (RS), Novo Hamburgo (RS) e Santa Cruz do Sul (RS).

Possui 73 paróquias, um santuário diocesano e 983 comunidades.