Iniciativa é das pastorais sociais, para marcar a realização do 27º Grito dos Excluídos e das Excluídas, no dia 07 de setembro; ação segue até o dia 08 de setembro, aniversário de 87 anos da Diocese

 

Há 27 anos, o dia 07 de setembro, data que recorda a Independência do Brasil, também é marcada por ações de conscientização social, por meio do “Grito dos Excluídos e das Excluídas”. Neste ano, em meio à pandemia da Covid-19, a Diocese de Caxias do Sul incentiva as expressões de solidariedade. A partir desta quarta-feira, 1º de setembro, os fiéis poderão doar alimentos não perecíveis nas paróquias e comunidades. A ação segue até o dia 08 de setembro, aniversário de 87 anos de criação da Diocese.

 

O 27º Grito dos Excluídos e das Excluídas tem como tema “Vida em primeiro lugar”, sendo dinamizado pelas pastorais sociais. Além disso, no dia 07 de setembro, às 14h, está programada uma caminhada com os movimentos sociais pelas ruas do bairro Fátima, em Caxias do Sul, e a conscientização da comunidade sobre a importância do plebiscito popular para discutir os direitos dos gaúchos.

 

De acordo com o coordenador diocesano de Pastoral, padre Paulo César Nodari, a Igreja é sinal da vida que Cristo deu na cruz e por isso é sempre defensora da vida e não deve se omitir nestes momentos de ajuda mútua. “Participaremos deste momento, convidando as pessoas a participar, generosa e solidariamente, da doação de alimentos, na Semana Nacional da Pátria, lembrando os muitos excluídos e famintos do nosso país. As doações permanecerão nas paróquias, para serem distribuídas às famílias atendidas pela Pastoral do Pão”, explica.